Tapera.Net - blog@tapera.net
quarta-feira, 2 de agosto de 2017
Polícia volta a prender marido e amante por morte de Marta Kunzler em Montenegro

A taperense Marta Maria Kunzler foi morta asfixiada em 14 de junho, mesmo dia em que completou 63 anos. O caso do assassinato da pastora Marta Maria Kunzler da Silva, 63 anos, ocorrido em 14 de junho em Montenegro, no Vale do Caí, teve novos desdobramentos nesta semana. A Polícia Civil voltou a prender o marido da vítima e o amante dele pelo crime.

Os dois já haviam sido presos na investigação, que identificou que eles arquitetaram o crime para ficarem com os bens da pastora, mas foram soltos após a Justiça deferir um habeas corpus.

As prisões ocorreram na segunda-feira (31), mas eram mantidas em sigilo pela polícia. Nesta quarta-feira (2), os policias de Montenegro foram até Soledade, no Norte do Estado, onde encontraram o quarto suspeito do crime. Os policiais decidiram não divulgar as detenções antes para não alertar o suspeito, que poderia fugir.

Apesar de ter preso mais de uma vez os denunciados, o delegado Eduardo Azeredo, responsável pelo caso, avalia que a situação é comum para policiais.

— Não é retrabalho. Num país democrático é assim: cada coisa no seu ritmo. A Justiça e o Ministério Público de Montenegro agiram bem nesse caso — afirma o delegado.

Os presos já foram denunciados pelo Ministério Público em 14 de julho deste ano. O marido da pastora e o amante são Adair Bento Da Silva, de 38 anos, e Rodrigo Nunes da Silva, 23 anos. Além deles, foram denunciados os primos Igor de Azeredo Gomes, 21 anos, e Juliano Jackson da Silva Gomes, de 31. Todos eles cumprem prisão preventiva por homicídio qualificado.

As qualificadoras da denúncia do MP são motivo torpe mediante pagamento e com promessa de recompensa; meio cruel (asfixia); e utilizando recurso que dificultou a defesa da vítima. Além disso, a promotora Graziela Vieira Lorenzoni afirma que se trata de um feminicídio – caracterizado como violência doméstica e familiar – e contra pessoa maior de 60 anos.

A denúncia foi aceita pela Justiça no último dia 25 e, com isso, os quatros se tornaram réus. O delegado acredita que, com as prisões desta semana, os acusados não devem ser soltos novamente. 

— Foi uma investigação muito difícil, considerando que, dos quatro acusados, só um deles confirmou que participou do evento. No entanto, com nossa investigação, conseguimos montar esse quebra-cabeça e ver nele as imagens dos quatro suspeitos — desabafa o delegado responsável pelo caso.





Postado por WM Internet as 22:47 e tem 0 comentarios
0 Comments:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários com palavrões e acusações pessoais. Por favor colaborem.

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos




 
Google
 

 




 

Últimos Posts

Palestra em Tapera com sobrevivente do acidente da...
Já estão à venda os ingressos para o 1º Rock’n Tap...
Polícia Civil deflagra maior operação de combate a...
Juiz do DF manda suspender decreto que aumentou tr...
Imagem do Dia
Missa de 7º dia
Metsul alerta para brutal mudança das condições cl...
Nova Miss RS Be Emotion será conhecida hoje
Brasil vai passar EUA como maior produtor de soja ...
Um sentimento que une a todos

Arquivos

Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Dezembro 2012 Fevereiro 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Julho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Novembro 2015 Dezembro 2015 Janeiro 2016 Fevereiro 2016 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Junho 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017 Maio 2017 Junho 2017 Julho 2017 Agosto 2017 Setembro 2017 Outubro 2017

 

 


WM INTERNET
Blog Home V?o Pol?ca Cidade Pol?a Eventos Obitu?o