Tapera.Net - blog@tapera.net
terça-feira, 22 de outubro de 2013
Estamos na era da conscientização animal?

Pronto para ir a votação, o projeto de lei que reconhece "o direito de andar a cavalo, individualmente ou em grupo" e transforma a cavalgada em patrimônio cultural do Estado pode ter o trote interrompido. É o que tentam os defensores dos animais, que consideram o texto exagerado e pedem que a Assembleia Legislativa amplie o debate antes de votá-lo.

O filósofo Peter Singer, professor da cátedra de bioética da Universidade de Princeton, defende uma regulamentação universal que preze pelos direitos dos animais, de forma a garantir o fim dos maus-tratos e uma vida digna a todos eles. Ele acredita que a conscientização sobre os direitos animais vai se tornar muito mais corriqueira, o que fará com que muitas pessoas diminuam ou até deixem de comer carne. O consumo de cosméticos, couro e até a compra de animais de estimação também deve sofrer mudanças. Ainda é cedo para prever, mas vamos mudar nossa forma de se relacionar com eles.

Um exemplo disso é a defesa dos animais que os Integrantes do Movimento Gaúcho de Defesa dos Animais (MGDA) estão pleiteando junto ao  presidente do Legislativo gaúcho, deputado Pedro Westphalen (PP). Eles querem impedir a votação do projeto 312/2012 e dizem que o projeto fere um dos itens do código do Conselho Regional de Medicina Veterinária, que determina um veterinário para cada 11 conjuntos de cavalos e cavalarianos e libera aos organizadores a determinação dos tempos de descanso nas cavalgadas. Diz ainda que o projeto exige que prefeituras liberem trânsito e limpem ruas após as passagens. 

É uma queda de braço interessante. O cavalo sempre fez parte das comemorações gaúchas e está ligado à tradição no nosso estado. Mas o ativismo político em defesa dos animais está crescendo muito e já chegou aos pampas.

Fonte ZH

Postado por WM Internet as 11:32 e tem 2 comentarios
2 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

me parece q a coisa ta mais pra bicho que pra gente

22 de outubro de 2013 12:26  
Anonymous Anônimo disse...

Conscientizar-se que é melhor ter 50 cavalos sendo tratados melhor do que gente, do que 500 com condições razoáveis? Será melhor não nascer, do que nascer pobre...?

22 de outubro de 2013 13:42  

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários com palavrões e acusações pessoais. Por favor colaborem.

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos




 
Google
 

 




 

Últimos Posts

Obituário - Ilse Schneider Blos
Obituário - Armando Huning
Vídeo com a classificação da nossa Miss Letícia Bo...
Um peso, duas medidas
Alerta da RGE
Facebook com problemas
CRAS não atenderá nesta segunda-feira devido ao ma...
Culturândia na praça
Incêndio em Passo Fundo
Colisão entre Gol e Peugeot de Espumoso deixa feri...

Arquivos

Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Dezembro 2012 Fevereiro 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Julho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Novembro 2015 Dezembro 2015 Janeiro 2016 Fevereiro 2016 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Junho 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017 Maio 2017 Junho 2017 Julho 2017 Agosto 2017 Setembro 2017 Outubro 2017 Novembro 2017 Dezembro 2017 Janeiro 2018

 

 


WM INTERNET
Blog Home V?o Pol?ca Cidade Pol?a Eventos Obitu?o