Tapera.Net - blog@tapera.net
segunda-feira, 30 de abril de 2018
Polícia investiga esquema de casamentos de senegaleses com brasileiras

A Polícia Federal investiga diversos pedidos de união estável de imigrantes senegaleses com brasileiras, em Passo Fundo, na Região Norte do Rio Grande do Sul. De acordo com o delegado Mário Luiz Vieira, o número de solicitações chamou a atenção da inteligência da PF, que consultou os cartórios da região e descobriu que os falsos relacionamentos duravam cerca de três meses, tinham as mesmas testemunhas e o mesmo advogado.

"Isso com certeza tem um idealizador, alguém que orienta esses imigrantes a fazerem isso. Mas isso é muito ruim para eles, praticamente fecha a porta para essas pessoas aqui no nosso país, porque é um crime que deixa vestígios claros e pode levar até a deportação deles", afirma o delegado.

A PF já identificou 10 falsas uniões estáveis na região. Esses pedidos são registrados em cartório e fazem parte da documentação necessária para a solicitação de naturalização pretendida pelos imigrantes, que atualmente estão no país como refugiados.

Além dos estrangeiros, que correm o risco de serem deportados do país, podem ser responsabilizados pela fraude as mulheres que se submetem aos falsos relacionamentos, as testemunhas, que se repetem nos pedidos, e a pessoa que está orientando os imigrantes a cometerem o crime.

A investigação ainda é realizada. Caso a fraude seja comprovada, os envolvidos podem responder por falsidade ideológica, cuja pena é de um a cinco anos de prisão.

Uma jovem que foi convencida a firmar união estável com um senegalês em troca de dinheiro conversou com a reportagem da RBS TV. Ela diz que ganhou R$ 600.

"Uma amiga me ligou e perguntou se eu queria ganhar um dinheiro. Eu falei que precisava, porque estava separada e a nenê precisava de fraldas e precisava comer, né? Eu peguei e fui. Daí assinei os papéis pra ele poder ficar no país e saí de lá, peguei o dinheiro e vim embora, e nunca mais nos vimos", conta.

Só em Passo Fundo vivem mais de 350 senegaleses. Uma associação que reúne grande parte deles tenta identificar os imigrantes que forjaram as uniões para permanecer no Brasil.

"Essa situação não é uma coisa que está dando força para os imigrantes, então nós não queremos nos envolver com essa situação que é ilegal", garante o secretário da associação, Abou Ba.

Fonte - G1 

Postado por WM Internet as 15:30 e tem 0 comentarios
0 Comments:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários com palavrões e acusações pessoais. Por favor colaborem.

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos




 
Google
 

 




 

Últimos Posts

O Titanic hoje
Mais um golpe - Kit Dia das Mães do Boticário
Operação Dia do Trabalhador - Restrição de tráfego...
Calor vai continuar!
Tampinha Legal: espalhando o bem através da recicl...
1º Encontro de Carros Antigos em Tapera
Imposto de renda - Prazo termina em 30 de abril
Grave acidente deixa três feridos em Ernestina
Brasil terá o inverno mais frio em um século?
Polícia Civil prende acusados de homicídio em bar ...

Arquivos

Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Dezembro 2012 Fevereiro 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Julho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Novembro 2015 Dezembro 2015 Janeiro 2016 Fevereiro 2016 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Junho 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017 Maio 2017 Junho 2017 Julho 2017 Agosto 2017 Setembro 2017 Outubro 2017 Novembro 2017 Dezembro 2017 Janeiro 2018 Fevereiro 2018 Março 2018 Abril 2018 Maio 2018 Junho 2018 Julho 2018 Agosto 2018 Setembro 2018 Outubro 2018 Novembro 2018

 

 


WM INTERNET
Blog Home V?o Pol?ca Cidade Pol?a Eventos Obitu?o